Case de fracasso: Pepsi

Nem só de cases de sucesso vivem as grandes empresas e ações de marketing, algumas delas viram grandes prejuízos e dor de cabeça!



Um exemplo é a promoção criada em 92 pela Pepsi das Filipinas, a empresa imprimiu números de 001 a 999 dentro das tampas das garrafas dos produtos.


Os números sorteados podiam ser trocados por prêmios, que variavam de 100 pesos a 1 milhão de pesos como um único grande prêmio.


A promoção no início foi um grande sucesso, aumentando a participação de mercado da Pepsi de 4% para 24,9%.


Mas, no dia 25 de maio, o número 349 foi anunciado como ganhador do grande prêmio na televisão e no dia seguinte milhares de filipinos correram para reivindicar seus prêmios.


Devido a um erro do computador, oitocentos mil tampas de garrafas foram impressas com o número 349!


Inicialmente a empresa respondeu que as tampas das garrafas impressas incorretamente não tinham o código de segurança de confirmação, portanto, não podiam ser resgatadas.


E ofereceu aos clientes uma recompensa simbólica pelo aborrecimento no valor de 500 pesos.


A oferta foi aceita por 486.170 pessoas, o que custou para a empresa 240 milhões de pesos.


No entanto, muitos vencedores da tampa 349 recusaram-se a aceitar a oferta e organizaram boicotes aos produtos Pepsi, diversos protestos no país, além de entrar com processos na justiça contra a empresa.


E aí, se você encontrasse a tampa premiada 349, o que faria?🤔

Responda nos comentários o que você achou da atitude da Pepsi! ⬇️